Psicologia

E Viveram Felizes e Ciumentos Para Sempre de Donatella Marazziti

7.00

CONTACTE-NOS










    Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório

    O ciúme é um sentimento inato, com um papel importantíssimo na preservação das relações amorosas e do qual ninguém escapa. Mas o ciúme tem muitas formas e pode até ser um elemento de felicidade na vida do casal. Das razões biológicas às reacções bioquímicas, dos primeiros sinais às consequências patológicas, dos casos reais aos testes práticos, a autora defende que existem duas atitudes fundamentais para lidar com o ciúme: reflectir sobre a sua origem e falar sobre ele com o parceiro. É neste jogo de espelhos, entre o eu e o outro, que o leitor encontrará o equilíbrio que todos procuramos e julgávamos impossível de encontrar.

    Este livro mostra a ligação da biologia com nossa formação humana em todas as suas latitudes e longitudes, a partir da figura do ciúme, presente em nós desde os tempos do surgimento de nosso instinto de preservação sobre a neurobiologia do ciúme, surgiu a curiosidade pela etimologia da palavra. Pois vem do latim zelumen, referente a uma espécie de zelo. Uma curiosa descoberta a desse parentesco semântico, coincidindo com o exposto por Donatella Marazziti, que aponta o ciúme, quando normal, como a salvaguarda da relação amorosa., é um título bem-humorado, um texto acessível, ao mesmo tempo traz, além de esclarecimentos, resultados de pesquisas sobre o ciúme, cientificamente fundamentados, partir das pesquisas da autora e da possibilidade do ciúme na felicidade conjugal viverem em harmonia. Mas lá adiante aparece também sua outra faceta, a patológica, a semelhança entre tal emoção e as ideias obsessivas do Transtorno Obsessivo Compulsivo, nos estudos que conduziu com seu grupo de pesquisa. O livro é bom de ler, muito claro de narrativa fluente e acessível, Destinado ao público geral, série de casos clínicos reais, que traduzem, de modo abrangente, o trabalho científico acerca do ciúme. …e viveram ciumentos e felizes para sempre é um “manual” a psiquiatra apresentando com exemplos, a emoção desempenha um papel favorável na formação e manutenção do casal e casos que culminam com ocorrências trágicas. Enfim, “O que é este terrível monstro dos olhos verdes, que desde as mais antigas noites infesta os pesadelos de poetas e escritores, cônjuges e amantes?” instiga Donatella.

     

    Partilhe