Romances

Adeus, até amanhã de William Maxwell; Tradução: Miguel Castro Caldas

12.00

CONTACTE-NOS










    Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório

    Numa quinta do Illinois, nos anos 1920, um homem é morto e, ao mesmo tempo, rompe-se a fraca amizade entre dois rapazes solitários. Nunca mais falarão. Uma reconstrução devastadora dos eventos e a expiação do remorso de uma vida inteira são revelados, ao longo de cinquenta anos, nas palavras não ditas do narrador. A partir das suposições das crianças e das paixões destrutivas dos pais, Maxwell cria aqui um clássico luminoso sobre o amor e a perda.

    Partilhe
    Categoria: