Jean-Paul Satre as mãos sujas

7.00

Categoria:

Descrição

SINOPSE

A filosofia de Sartre, tão discutida, pode ser definida como uma filosofia da liberdade e da responsabilidade. Ao homem compete inventar a própria vida e o próprio destino e escolher a própria liberdade e construir o seu valor. Esta filosofia é designada sob o nome genérico de “existencialismo” e revela-se, sobretudo, nos volumes L’ être et le Néant, Situations e Critique de la Raison Dialectique. Em 1964, Sartre foi galardoado com o Prémio Nobel da Literatura, que recusou. As Mãos Sujas, a sua peça mais célebre, nasce da oposição política de um realista e de um idealista. Um chefe revolucionário colabora com os seus adversários; uma facção do seu próprio partido considera essa táctica inoportuna e encarrega um jovem idealista de o assassinar. Este livro reflecte principalmente as ideias de Sartre sobre o problema da liberdade.



Produtos exclusivos

Categoria especial de produtos